Notícias - Atendimento médico / Publicado em 16/04/2018 às 19:59

Usuários do IPE-Saúde serão atendidos no Hospital de São Marcos nas 24h, feriados e finais de semana

Novo convênio assinado nesta segunda (16) assegura atendimento ambulatorial, consulta médica e internação hospitalar aos funcionários estaduais que usam o plano de saúde: ’Demanda antiga que beneficiará 1,2 mil pessoas’

Convênio foi assinado nesta segunda-feira (16), no Hospital São João Bosco

São Marcos terá atendimento pelo IPE-Saúde no Ambulatório do Hospital São João Bosco nas 24 horas do dia, feriados e finais de semana. Isso porque novo convênio entre a entidade hospitalar são-marquense e o Instituo de Previdência do Estado foi assinado nesta segunda-feira (16). "Assinamos o contrato nesta segunda (16) e agora eles fornecem as tabelas de cobrança. Logo após definiremos uma data para começar oficialmente. Mas como tudo já foi encaminhado, será rápido e em no máximo 30 dias o novo sistema já estará vigorando", assinala o diretor do Hospital, Rogério Soldatelli. Ele lembra que o município não tinha atendimento pelo IPE no Pronto Socorro durante as 24 horas do dia e nem aos finais de semana. "A Sociedade Médica não atendia IPE no ambulatório e nem faziam consulta. Então os usuários não conseguiam atendimento e tinham que ir no particular. Mas como neste ano o Hospital começou a fazer plantões e atendimentos ambulatoriais com seus médicos próprios, fomos atrás para resolver a situação e atender as pessoas que têm IPE", explicou. Ele lembra que se trata de uma reivindicação antiga e que atinge diversos são-marquenses. "O IPE é o plano de saúde dos servidores públicos estaduais: professores, bombeiros, brigadianos, policiais civis e outros funcionários", observa Rogério.

Soldatelli destaca que os usuários do IPE poderão realizar consultas, ficar em observação e ser internados como qualquer outro plano de saúde. "O pessoal precisa, são várias pessoas que usam IPE e estimamos que essa medida beneficiará 1,2 mil pessoas, número de usuários do IPE em São Marcos entre dependentes e titulares", aponta. Rogério salienta a atuação da presidente da Câmara de Vereadores, Patrícia Camassola. "Fizemos a documentação e procuramos apoio político da presidente da Câmara, que se prontificou a auxiliar. Ela fez viagens a Porto Alegre e se reuniu com o diretor do IPE. Esse apoio foi fundamental, porque sem ele podia demorar", ressaltou Rogério, frisando que a parceria do Hospital com o Legislativo foi estabelecida "no interesse da sociedade de São Marcos". Patrícia lembra que protocolou indicação ao governo do Estado sobre a demanda. "Os vereadores aprovaram por unanimidade essa indicação e a partir disso contatamos com escolas e demais entidades que tem servidores estaduais usuários do IPE. Visitamos escolas estaduais, Fórum, BM, Bombeiros, Polícia Civil e levamos modelo para eles assinarem com o número de identificação, solicitando ao IPE para serem atendidos. Funcionou como um abaixo-assinado e teve 200 assinaturas de titulares do plano", observou a vereadora.

Hospital e Câmara: ’Quando trabalhamos em conjunto o resultado é positivo e as coisas acontecem’

A reunião realizada pela presidente da Câmara de Vereadores de São Marcos, Patrícia Camassola, com o diretor Administrativo-Financeiro do IPE, Nilton Donato, e o chefe de Gabinete, Ivan Schaurich Barreto, foi realizada nem 5 de abril. O encontro foi notícia do site do IPE com a chamada "Atendimento no Hospital de São Marcos é tema de reunião". Conforme a nota, "o atendimento aos segurados do IPE atualmente ocorre apenas nos horários de expediente e a reivindicação da vereadora é para que haja uma ampliação desse horário, possibilitando que os segurados e dependentes possam ser atendidos também fora do horário estipulado, aos finais de semana e feriados". O texto destacava que o Hospital "já havia formalizado a solicitação da extensão do atendimento". Após análise, o requerimento ficou apto para a assinatura, realizada nesta segunda (16). "O pedido é também um anseio da comunidade, que assinou uma lista para manifestar o interesse e necessidade no atendimento ambulatorial 24h", ressaltou Patrícia.

A vereadora explica que começou a trabalhar no início do ano. "Começamos o processo em fevereiro e conseguimos resolver logo", comentou, agradecendo o apoio do deputado estadual Tiago Simon (MDB), que agendou o encontro com a direção do IPE. "Fiz minha parte enquanto vereadora. Quando trabalhamos em conjunto o resultado é positivo e as coisas acontecem", comentou. Patrícia lembra que o assunto foi abordado no momento em que tramitava na Assembleia Legislativa projeto para alteração do Instituo de Previdência do Estado, pois o governo pretende dividir o IPE em duas autarquias (IPE Saúde e IPE Prev), que terão autonomia administrativa. O projeto aprovado em 6 de março pelos deputados gaúchos prevê 180 dias para a implantação da nova estrutura. A previsão é que o IPE Prev entre em funcionamento até dois anos após a publicação da lei. Fundado em 1931, o IPE é responsável pelo pagamento de R$ 6 bilhões em aposentadorias e pensões de servidores estaduais. Já o IPE-Saúde possui mais de 900 mil segurados.